7 sinais de que você está com algo mais grave que um resfriado
03 JUL 2017
7 sinais de que você está com algo mais grave que um resfriado

Será que é só um resfriado? Especialistas explicam como identificar a hora de buscar ajuda médica.

Quem nunca viveu aqueles sintomas típicos de um resfriado e adiou a ida ao médico na esperança de que tudo se regularizasse com descanso e bebidas quentes? Mas nem sempre o problema é tão simples assim. "A gripe, por exemplo, diferentemente do resfriado, não deve ser encarada como uma doença banal, já que pode apresentar complicações como as pneumonias e resultar em hospitalização e, em casos mais graves, até morte", conta Gustavo Falbo Wandalsen, diretor Associação Brasileira de Alergia e Imunologia.

Pensando nisso, veja abaixo alguns sinais que podem estar associados a um problema mais grave do que um simples resfriado:

1 - Náuseas, vômitos e diarreia

Um simples resfriado, em geral, não vem acompanhado de sintomas como náuseas, vômitos ou diarreia. Portanto, vale uma atenção especial nesses casos e a ida ao médico. "Se o vírus for um enterovírus, ou seja, um vírus que ataca o tubo gastrointestinal, podem surgir esses sintomas. É o caso do rotavírus, ecovírus", diz a otoneurologista Jeanne Oiticica, chefe do Grupo de Pesquisa em Zumbido do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo.

2 - Febre por mais de quatro dias

Normalmente, os sintomas de um resfriado simples podem persistir por até sete dias. "Porém, a persistência dos sintomas respiratórios por mais de quatro dias, principalmente se houver febre associada, deve ser valorizada e é importante a avaliação médica", conta Gustavo.


Jeanne ainda explica que a febre pode ser um sinal de nosso corpo: "Febre que persiste após quatro dias não é usual da gripe e pode indicar que o organismo não está conseguindo se defender e reagir como deveria", conta.

3 - Ter uma melhora dos sintomas e depois piorar novamente

Isso pode acontecer por motivos variados. Uma hipótese, levantada por Gustavo, é a de que "a piora dos sintomas após uma aparente melhora pode estar associada a alguma complicação do resfriado". Já Jeanne aponta que pode ser algum outro problema, que surgiu a partir da fragilidade do sistema imunológico. "Pode ser sinal de que a pessoa pegou outra coisa, quando mal tinha se recuperado da anterior. Podem ser duas doenças diferentes, que começaram uma atrás da outra, e não necessariamente a mesma coisa", diz ela. Na dúvida, busque a ajuda de um profissional.

4 - Dores no peito e dificuldade para respirar

Jeanne alerta para esses sintomas, que nunca devem ser negligenciados. "Dor no peito (dor localizada) e dificuldade de respirar (dispneia) são sempre sinais de alerta, independente do momento em que ocorrem. São sintomas que sempre requerem atendimento médico imediato, para excluir algo mais grave", ressalta ela.

5 - Febre muito alta

A febre elevada não costuma ser sintoma de algo simples e requer atenção. "Febre alta é um sinal de gripe, mas também de diversas outras doenças infecciosas como a dengue, não sendo comum no resfriado. Febre alta é um sinal de alerta e o médico deve ser procurado", conta Gustavo.

6 - Dor de cabeça

"Dor de cabeça é um sintoma comum na gripe, mas também em outras doenças como a sinusite. Este sintoma deve ser avaliado em conjunto com o quadro que a pessoa apresente e o diagnóstico correto é importante para o tratamento", ressalta Gustavo. Portanto, fique atento aos sinais do seu corpo e busque ajuda especializada.

7 - Dores localizadas

Ao sentir algum tipo de dor localizada, a avaliação médica é imprescindível. "Quando há um sintoma localizado importante, como dor persistente na garganta, é importante afastar a possibilidade de alguma infecção local (no caso, uma possível amigdalite)", diz Gustavo.

Fonte: Minha Vida
Copyright ©2015 | Viver Bem - Home Care