Esperança para amenizar o Alzheimer

17 FEV 2017
Alzheimer

"Estudos avançam para encontrar a cura dessa doença que atinge milhares de pessoas em todo o mundo"

Uma droga experimental se mostrou capaz de impedir a formação de uma proteína tóxica no cérebro humano, minimizando significativamente uma das principais causas do mal de Alzheimer.

O sucesso inicial, com um grupo de 32 pacientes que sofrem da doença degenerativa, levou os cientistas a testá-la em 2.000 pessoas. Se funcionar, a substância poderá chegar ao mercado.

Os resultados foram descritos na revista "Science Translational Medicine" por uma equipe ligada ao Departamento de Neurociência da empresa farmacêutica Merck.

O estudo é importante porque ninguém ainda havia achado um meio seguro de interferir na formação da proteína beta-amiloide.

Ela forma grandes placas no cérebro de quem sofre de Alzheimer e leva à mortandade em massa dos neurônios (o que explica a perda de memória e outros sintomas).

Copyright ©2015 | Viver Bem - Home Care