Fumaça de incenso é mais tóxica que cigarro, sugere estudo

Ao queimar, fragrância libera compostos que estão associados ao câncer

04 SET 2015
Incensos sendo queimados

Se você usa incensos para aromatizar a casa, cuidado! Um novo estudo mostrou que a fumaça liberada pode ser mais tóxica para as células do corpo que a fumaça de cigarros. Os componentes liberados enquanto as hastes queimam são capazes de causar mutações no DNA que podem levar ao câncer . As informações são do Daily Mail.

O estudo afirma que, quando aspirada, a fumaça do incenso fica presa nos pulmões e causa uma reação inflamatória que pode, eventualmente, provocar doenças como câncer de pulmão, leucemia e tumores no cérebro.

Para a pesquisa, foi analisado o efeito das duas fumaças no organismo de hamsters. A partir das observações, os pesquisadores concluíram que o incenso contém mais substâncias químicas que podem alterar o material genético e causar mutações. Portanto, as suas substâncias são mais prejuciais ao organismo do que o cigarro.

"Claramente é necessário um cuidado maior à saúde em relação aos malefícios de se acender um incenso em ambientes fechados", declarou o médico que encabeçou a pesquisa, Rong Zhou.

Apesar dos resultados obtidos, os pesquisadores afirmam que este é um estudo em andamento. Ainda assim, a recomendação é que pessoas com doenças pulmonares e crianças com o pulmão em desenvolvimento evitem ficar em lugares com incenso.

Fonte: Terra
Copyright ©2015 | Viver Bem - Home Care